Governo do Distrito Federal
9/08/21 às 17h32 - Atualizado em 6/04/22 às 11h13

Sema e CITnova avaliam parceria em projetos sustentáveis

 

A parceria do Projeto CITnova com a Secretaria do Meio Ambiente do DF foi tema de reunião realizada nesta segunda-feira (9) entre o novo Diretor Nacional do programa do Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovações, Luiz Henrique Mourão do Canto e o secretário Sarney Filho.

 

O secretário destacou a importância das ações que a Sema desenvolve com o apoio do CITnova, voltadas para programas de sustentabilidade no Distrito Federal. “As iniciativas reforçam as diretrizes da Sema para enfrentar os efeitos das mudanças do clima e garantir qualidade de vida para a população. Por isso, acredito que será importante prorrogar a execução desses projetos-pilotos, que diante dos bons resultados obtidos, no futuro poderão ser replicados no DF e em outros estados”, afirmou Sarney Filho.

 

O novo coordenador-geral do CITnova disse que vai estar mais perto dos gestores para discutir as iniciativas e para fortalecer a parceria, como é o caso da Sema. “Queremos dar continuidade às ações. Vamos prorrogar prazos no caso do GEF6, e no próximo ano teremos um momento de transição para o GEF7, quando será então discutido o apoio às iniciativas em curso, bem como outras formas de financiamento para o CITnova”, explicou.

 

Relatório

Ao defender a importância de ações para enfrentar o aquecimento global, Sarney Filho citou o relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), divulgado hoje. O documento alerta que o aquecimento de 1,5°C a 2°C será ultrapassado ainda neste século se não houver forte e profunda redução nas emissões de CO² e outros gases de efeito estufa. E defende reduções fortes e sustentadas na emissão de gases do efeito estufa.

 

 

Entre os programas da Sema/CITnova estão o de recuperação ambiental nas bacias do Descoberto e Paranoá _ agroflorestas mecanizadas e recuperação de nascentes- , ações para promoção de energia solar no DF, pesquisa e remediação do Lixão da Estrutural, implantação do Sistema Distrital de Informações Ambientais (Sisdia), Plano de Adaptação e Mitigação do Clima no DF e programas de proteção do Cerrado.

 

Um dos pontos levantados pela Sema na reunião foi o direito de propriedade de serviços e produtos desenvolvidos no âmbito do Projeto nas ações de responsabilidade da Sema/DF, como é o caso do SISDIA.

 

Assessoria de Comunicação

Secretaria do Meio Ambiente