Governo do Distrito Federal
5/12/22 às 16h02 - Atualizado em 5/12/22 às 19h19

Plataforma ambiental Sisdia é destaque em evento de geotecnologia Codex Experience

O Sistema Distrital de Informações Ambientais (Sisdia) é uma ferramenta que ultrapassa os limites do DF, com acessos a partir de 436 municípios brasileiros, além de 149 cidades em 50 países.

 

Equipes do Sisdia no Codex Remote, em Porto Alegre_Foto Divulgação


 

O Sistema Distrital de Informações Ambientais (SISDIA), plataforma pública e gratuita do Governo do Distrito Federal que armazena e compartilha dados espaciais da temática ambiental, foi apresentado no último dia 30, em Porto Alegre, durante o Codex Experience. O evento é considerado um dos maiores do Brasil sobre geotecnologia e gestão governamental digital, com a participação de mais de 100 organizações públicas e privadas com atuação nas áreas de meio ambiente, planejamento urbano, sustentabilidade e segurança.

 

A subsecretária de Gestão Ambiental e Territorial da Secretaria do Meio Ambiente do Distrito Federal (Sema/DF), Maria Sílvia Rossi, esteve na capital gaúcha para mostrar o Sisdia como um dos projetos bem-sucedidos de inovação e geotecnologia na gestão pública. “Ele é a primeira Infraestrutura de Dados Espaciais (IDE) Ambiental do Brasil, e vem se consolidando como um caso de sucesso na modernização da gestão governamental”, afirmou.

 

Estatísticas mostram que o Sisdia é uma ferramenta que ultrapassa os limites do DF, com acessos a partir de 436 municípios brasileiros, além de 149 cidades localizadas em 50 países. De maio de 2021 a outubro de 2022, foram contabilizados 896.500 acessos à Infraestrutura de Dados Espaciais Ambientais, 34.958 acessos ao Geoserviço e 24.536 acessos ao Portal SIG e WEB (story maps e Atlas).

 

Durante o evento, Maria Sílvia Rossi ressaltou o fato de a governança da geoinformação e a tomada de decisões orientada por dados espaciais serem tendências no mercado e estarem ganhando espaço também no setor público. “Utilizar informações geoespaciais em ações de planejamento e gestão do território não só garante mais qualidade técnica aos projetos, como também dá mais celeridade, transparência e segurança jurídica aos processos e às tomadas de decisões”, pontuou a subsecretária da Sema/DF, destacando ainda a importância desse tipo de ferramenta na construção de cidades mais inteligentes e sustentáveis.

 

Segundo a diretora de Geo & Dat Science da Codex Remote, Dionara De Nardin, a participação da Sema/DF foi de extrema importância para o evento Codex Experience. “Vimos como o Sisdia está sendo pioneiro na aplicação da política ambiental orientada a dados e inteligência geográfica, com uma plataforma inovadora e acessível para toda a população”, disse ela.

 

Maria Silvia Rossi, subsecretária de Gestão Ambiental e Territorial da Sema DF, apresenta o Sisdia no Codex Remote_Foto Divulgação

 

SAIBA MAIS

 

O Sisdia é uma plataforma que armazena, atualiza e compartilha, de maneira integrada e segura, dados espaciais ambientais de todo o DF. Como uma ramificação temática da IDE-DF, o sistema reúne informações de meio ambiente produzidas por diversos órgãos governamentais distritais, além de auxiliar tecnicamente o planejamento e a gestão do território. Os dados do Sisdia também podem ser acessados e utilizados por todo e qualquer cidadão. Para saber mais, acesse www.sisdia.df.gov.br.

 

A Sema/DF desenvolveu o Sisdia com o apoio do Projeto CITinova, um projeto multilateral coordenado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações para a promoção de sustentabilidade nas cidades brasileiras por meio de tecnologias inovadoras e planejamento urbano integrado. Com financiamento do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF, na sigla em inglês), é implementado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) e executado, no DF, pela Sema.

 

 

Assessoria de Comunicação

Secretaria do Meio Ambiente