Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
8/10/20 às 15h20 - Atualizado em 8/10/20 às 17h50

Parque Sucupira recebe força-tarefa e vistoria

COMPARTILHAR

 

Integrante do cinturão verde de Planaltina, a mais antiga Região Administrativa do Distrito Federal, o Parque Recreativo Sucupira é alvo de uma força-tarefa que o GDF, por meio da Secretaria de Meio Ambiente (Sema) e de órgãos ligados a esse segmento, empreende com foco nas unidades distritais de conservação e lazer. O secretário de Meio Ambiente, Sarney Filho, esteve no local com o presidente do Instituto Brasília Ambiental (Ibram), Cláudio Trinchão, para uma vistoria nas obras, que tiveram início nesta semana.

 

As ações previstas para o Sucupira incluem pavimentação de pista de acesso para veículos, implantação de meios-fios, calçamento para pedestres, reparo e complementação de alambrado e instalação de contêiner para lixo, além de reformas no Ponto de Encontro Comunitário (PEC), no circuito de musculação, no parquinho infantil, nas quadras poliesportiva e de vôlei e na pista de skate. Também fazem parte desse pacote consertos nos banheiros, roçagem, poda e retirada de entulho.

Qualidade de vida

“Sempre chamo a atenção para a relação que os moradores do Distrito Federal têm com os parques, fazendo deles um dos seus principais locais de lazer, como se fosse a praia de cada um”, ressalta Sarney Filho. “Estamos determinados a realizar as obras nos parques para contribuir com a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos.”

 

O Sucupira é a décima terceira unidade contemplada com a força-tarefa, que já atuou nos parques Saburo Onoyama, Cortado, Águas Claras, Olhos d´Água, Areal, Copaíbas, das Garças, Ezechias Heringer, Ermida Dom Bosco, Tororó, Denner e Jequitibás. Os próximos são os parques ecológicos Três Meninas, Verdinha, Paranoá, Lago Norte, Asa Sul, Riacho Fundo e do Gama.

 

“A comunidade local gosta muito daqui, e, nas épocas mais quentes, as pessoas escolhem o Sucupira para suas caminhadas”, conta o administrador dos parques do Mosaico Norte do Ibram, Gesisleu Darc. O parque, informa ele, está em processo avançado de definição de poligonal, o que vai permitir mais melhorias, como o cercamento da área e a instalação de guarita.

 

História

Criado pela Lei nº 1.318, de 23 de dezembro de 1996, e inaugurado em 1º de junho de 2014, o Parque Ecológico Sucupira é vizinho à Estação Ecológica de Águas Emendadas (Esecae). Possui uma área de 124,4 hectares, formada por vegetação típica do Cerrado, e incorpora a mata ciliar do Ribeirão Mestre d’Armas, do Córrego Fumal e a nascente do Córrego Buritizinho.

 

O local comporta espaços para atividades artísticas, culturais, desportivas e de educação ambiental, com pistas de cooper e skate, quadras poliesportivas, quadras de areia, campo de futebol, playground e circuito de musculação. Também são destaques a forró-terapia, voltada ao público idoso, e visitas guiadas de escolas locais, por meio do o programa Parque Educador – além do curso de agente socioambiental, realizado em parceria com o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT).

 

Ainda faz parte da estrutura uma parceria com o Campus Planaltina da Universidade de Brasília (UnB). Todas essas atividades, porém, se encontram suspensas durante o a pandemia de Covid-19.

 

* Com informações da Sema