Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/07/15 às 12h22 - Atualizado em 30/07/15 às 12h36

Governo assina acordo técnico para preservação das águas

COMPARTILHAR


Sema na Imprensa

 

Parceria com usina Itaipu Binacional inclui dezenas de frentes de trabalho e melhor gestão do setor hídrico de Brasília 

Gabriela Moll, da Agência Brasília
Foto: Dênio Simões/Agência BrasíliaO governador Rodrigo Rollemberg acompanhado do diretor-geral da Itaipu Binacional, Jorge Samex, do secretário do Meio Ambiente, André Lima, e da secretária do Meio Ambiente de Goiás, Jacqueline Vieira, assinou acordo de cooperação técnica com a Usina Hidrelétrica Itaipu Binacional para investir no programa Cultivando Água Boa.
O governador Rodrigo Rollemberg acompanhado do diretor-geral da Itaipu Binacional, Jorge Samex, do secretário do Meio Ambiente, André Lima, e da secretária do Meio Ambiente de Goiás, Jacqueline Vieira, assinou acordo de cooperação técnica com a Usina Hidrelétrica Itaipu Binacional para investir no programa Cultivando Água Boa.

Atualizado em 29 de julho de 2015, às 16h12

Ao contrário do que informava a matéria, o nome do diretor-geral da Itaipu Binacional é Jorge Samek, e não Jorge Samex; e o cargo de Jacqueline Vieira é de superintendente-executiva de Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Goiás, e não secretária do Meio Ambiente de Goiás.

Os Conselhos de Recursos Hídricos e de Meio Ambiente do DF reuniram-se, na manhã desta quarta-feira (29), no Salão Branco do Palácio do Buriti, em solenidade que marcou mais uma parceria entre os governos de Brasília e federal. O governador Rodrigo Rollemberg assinou acordo de cooperação técnica com a Usina Hidrelétrica Itaipu Binacional para investir no programa Cultivando Água Boa — iniciativa promovida desde 2003 pela empresa com o objetivo de promover melhor gestão das águas brasileiras. “Esta é, sem dúvidas, uma das ações mais importantes do nosso governo”, destacou Rollemberg. “Precisamos preservar nossas águas e mostrar ao mundo que somos referência em sustentabilidade.”

O chefe do Executivo reforçou os projetos que visam a reduzir o impacto ambiental e estimular a conscientização: “Vamos terminar o aterro sanitário de Brasília para tratar os resíduos sólidos; implementar os parques como grandes centros de educação ambiental; adotar energia solar nas escolas públicas; e fazer um grande programa de arborização”.

O secretário do Meio Ambiente, André Lima, ressaltou a relevância da parceria entre o governo de Brasília e a usina hidrelétrica: “É fundamental que nossas agendas estejam alinhadas para conduzirmos a preservação dos nossos recursos”. O programa Cultivando Água Boa integrará 34 frentes de ação voltadas para a sustentabilidade ambiental em Brasília, com verba da Fundação Banco do Brasil.

“Estamos aqui para provar como é possível gerar emprego, renda e aumentar a economia sem esquecer de cuidar do meio ambiente”, disse o diretor-geral da Itaipu Binacional, Jorge Samek. Após a assinatura do documento, ele entregou ao governador uma réplica do prêmio Água para a Vida, da ONU Água, recebido pela hidrelétrica em 2015.

Projetos
Os representantes ainda firmaram protocolo de intenções entre a Secretaria do Meio Ambiente e a Fundação Banco do Brasil para a elaboração dos projetos Tecnologias Socioambientais da Água, Recupera Cerrado, Prêmio Produtor Rural Sustentável do DF e Virada Sustentável.

Também participaram da solenidade o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Paulo Salles; o superintendente do Banco do Brasil no Distrito Federal, José Amarildo Casagrande; o presidente da Fundação Banco do Brasil, Marcos Frade; e a superintendente-executiva de Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Goiás, Jacqueline Vieira.