Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/02/20 às 15h40 - Atualizado em 20/02/20 às 23h05

Ecoponto oferece coleta para resíduos eletroeletrônicos na Sema

COMPARTILHAR

Em breve servidores de órgãos próximos à secretaria serão convidados a fazer o descarte

 

O Ecoponto para coleta de resíduos eletroeletrônicos da Secretaria do Meio Ambiente (Sema) começou a funcionar nesta terça-feira (18). No coletor, poderão ser recolhidos itens como celulares, computadores e outros artigos eletroeletrônicos, cada vez mais presentes no dia a dia das pessoas e que provocam impactos ambientais.

 

Os servidores da Sema já podem fazer o descarte no ecoponto localizado, provisoriamente, na entrada da secretaria, mas em breve os servidores dos órgãos próximos também poderão fazer o descarte desse tipo de material. A ideia é motivar os setores da administração direta e indireta a seguir o exemplo e instalarem seus próprios ecopontos de eletroeletrônicos. A secretaria já realiza a coleta de pilhas, baterias, além da separação do lixo comum.

 

“A Sema é a formuladora das políticas públicas ambientais no GDF, cuja responsabilidade é fomentar a implementação da logística reversa, preservar e prevenir o meio ambiente com ações que deem o destino ambientalmente correto aos resíduos gerados”, afirmou o secretário Sarney Filho.

 

Entre as metas previstas no Plano Distrital de Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos (PDGIRS). “A Sema está realizando as atividades da cadeia da logística reversa de eletroeletrônicos para a assinatura do termo de compromisso no DF. Esse instrumento vai assegurar a destinação adequada dos resíduos”, informou Subsecretária-Substituta de Gestão das Águas e Resíduos Sólidos, Elisa Meireles.

 

O trabalho é realizado em parceria com a empresa Zero Impacto – Logística Reversa, especializada no descarte desse tipo de material. Os resíduos eletroeletrônicos descartados no ecoponto serão recolhidos e encaminhados para um processo de triagem, onde é feita avaliação do que será descartado e o que poderá ser reaproveitado.

 

Os equipamentos que podem ser recondicionados são encaminhados para projetos de inclusão digital. Um sistema de rastreamento disponibilizado pela empresa permite que Sema acompanhe se o material recolhido teve a destinação adequada.

 

Segundo estudos, cada brasileiro gera em média, 8,3 quilogramas de lixo eletroeletrônico por ano, e do total gerado no país, apenas 3% são reciclados. O resíduo eletroeletrônico deve ser reciclado de forma cuidadosa por empresas especializadas, devido ao risco de contaminação para o meio ambiente e perigo à saúde humana.

 

 

O que pode ser descartado no ecoponto de eletroeletrônicos instalado na Sema:

 

  • Computadores
  • Monitores
  • Celulares
  • Carregadores
  • Notebooks
  • Liquidificadores
  • Periféricos de informática
  • Eletrodomésticos em geral e todo tipo de aparelho que passa corrente elétrica

 

Obs: Lâmpadas não podem ser descartadas.

 

Resíduos eletroeletrônicos consistem em equipamentos descartados ou obsoletos. Estes resíduos possuem em sua composição metais perigosos de difícil degradação, que podem ser causadores de graves problemas ambientais caso sejam descartados de modo incorreto.

 

Assessoria de Comunicação

Secretaria do Meio Ambiente