Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/04/19 às 14h49 - Atualizado em 26/04/19 às 14h56

Blitz Educativa alerta para prevenção de incêndios em Brazlândia

COMPARTILHAR

 

A segunda Blitz Educativa de Prevenção dos Incêndios Florestais no DF deste ano foi realizada nesta sexta-feira (26), em Brazlândia. Na altura do Km 13 da BR-080, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) parou os veículos para que as equipes compostas por técnicos de diversos órgãos ambientais alertassem os motoristas e passageiros sobre a proibição e os perigos da queima de lixo e restos de poda, que são as principais causas de incêndio florestal na cidade.

 

A ação também teve a participação de 15 crianças do Lar Casa do Caminho, uma instituição de Brazlândia que promove o bem-estar para crianças e adolescentes carentes. Os participantes receberam máscaras em formato de onça, coruja, ema e lobo-guará, levaram cartazes com mensagens sobre o meio ambiente e integraram as equipes que abordaram os condutores e passageiros.

 

O Centro de Educação Infantil 3 também participou da Blitz Educativa. Cerca de 130 crianças, na faixa etária de 3 a 5 anos, distribuídos pela creche e pré-escola, participaram de uma atividade educativa no local.

 

Com uma população de 60 mil pessoas, Brazlândia foi a cidade escolhida para receber a segunda Blitz Educativa do ano porque a região é uma das que mais sofrem com queimadas no Distrito Federal.

 

“Existem muitas chácaras, a maioria com plantação de hortaliças, mas as queimadas na região são para queimar lixo e, não, para limpar os terrenos. Muitas pessoas descartam o lixo em áreas públicas e moradores, até com boa intenção, acabam colocando fogo no lixo para impedir a propagação de ratos e outros bichos”, explicou Aline Barreto, educadora ambiental do Instituto Brasília Ambiental (Ibram).

 

De acordo com o major Fernando Passos, chefe da Área de Proteção Ambiental (APA) do Descoberto e da Floresta Nacional (Flona) de Brasília, a região registra muitos incêndios criminosos para especulação imobiliária. “Tem pessoas que degradam o meio ambiente para parcelar a área pública de forma irregular e depois invadir o local”, explicou.

 

Além da equipe de equipe de técnicos, o Ibram convidou 17 estagiários do curso técnico de Meio Ambiente do Instituto Federal de Goiás para participar da Blitz Educativa.

 

Prevenção é a palavra-chave, segundo o major Fernando Passos. “A prevenção é uma forma de proteção em relação aos incêndios florestais. Quando eles não são feitos de forma responsável e controlada, causam grandes danos incalculáveis ao meio ambiente”, analisou o chefe da APA Descoberto.

 

O administrador de Brazlândia, Jesiel Costa Rosa, explica que as queimadas de forma não controlada acontecem com bastante frequência na região. Segundo ele, o problema ocorre nas imediações das rodovias que cortam a cidade e as queimadas ou são feitas de maneira intencional ou são originárias de bitucas de cigarro jogados pelos motoristas. “A Blitz Educativa é importante para a conscientização da população local e para o desenvolvimento de uma nova geração de crianças e adolescentes comprometidos com o meio ambiente”, afirmou o administrador.

 

Multiplicadores

 

A criançada da Casa do Caminho vibrou com a oportunidade de participar da Blitz Educativa. “As pessoas precisam aprender que não podem estragar a natureza. Se faltar oxigênio, a gente não vai conseguir respirar e vai ficar doente”, explicou Jhenyffer Dayane da Suilva Santos, 12 anos, estudante do 4º ano da Escola Classe INCRA 06.

 

Para Zenilda Gabriele Alves Barbosa, 11 anos, estudante do 5º ano da Escola Classe INCRA 06, os incêndios florestais causam um grande mal também para os animais. “São as árvores que fazem a gente respirar. Quando as árvores são queimadas, os animais também morrem”, alertou Zenilda.

 

“Essa ação é muito importante porque as crianças replicam as informações e todas as orientações recebidas para os pais e para os demais adultos da casa. Elas se tornam verdadeiros fiscais da natureza e chamam a atenção dos outros quando se deparam com alguma coisa errada”, explicou Lucimar Ornelllas, diretora do Centro de Educação nº 3.

 

A blitz educativa foi promovida pelo Grupo Executivo do Plano de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais do DF, que é coordenado pela Secretaria de Meio Ambiente (Sema), e realizada em parceria com o Ibram, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Departamento de Estradas e Rodagem (DER), Caesb, Aeronáutica, Marinha, Corpo de Bombeiros (CBMDF), Secretaria de Saúde, Jardim Botânico de Brasília (JBB), IBGE e Administração do Setor Park Way.

 

 

Assessoria de Comunicação Social
Secretaria de Meio Ambiente (Sema)